Alemanha eliminada da Copa do Mundo apesar da vitória sobre a Costa Rica | Copa do Mundo Catar 2022

A Alemanha, quatro vezes campeã, foi eliminada da Copa do Mundo da FIFA no Catar na fase de grupos, apesar de ter vencido a Costa Rica por 4 a 2.

A eliminação de quinta-feira ocorreu quando o Japão derrotou a Espanha por 2 x 1 na outra partida do Grupo E, um resultado que deu a ambos os times uma vaga nas oitavas de final.

Alemanha e Espanha assumiram a liderança em suas partidas, resultados que teriam valido a classificação do time de Hansi Flick. Mas tudo mudou no segundo tempo, com o Japão marcando dois gols rápidos contra os espanhóis.

A Costa Rica também empatou contra a Alemanha, que acertou a trave três vezes antes de Juan Vargas dar a vantagem aos centro-americanos.

Isso teria colocado a Costa Rica às custas da Espanha, mas o substituto Kai Havertz marcou duas vezes e Niclas Fullkrug marcou outro.

Esta é a segunda Copa do Mundo consecutiva em que a Alemanha é eliminada na fase de grupos. A Alemanha terminou em terceiro na tabela do Grupo E, atrás da Espanha no saldo de gols, com o Japão liderando após a vitória por 2 a 1 sobre os espanhóis. Com o resultado, o Japão enfrentará a Croácia nas oitavas de final, enquanto a Espanha enfrentará o Marrocos.

O jogo de quinta-feira também foi histórico, pois foi a primeira partida masculina da Copa do Mundo a ser arbitrada por uma mulher. Três das quatro árbitras – a francesa Stephanie Frappart, a brasileira Neuza Back e a mexicana Karen Diaz Medina – eram mulheres.

“No primeiro tempo, fiquei desapontado e muito zangado com meu time e com a maneira como permitimos que o adversário voltasse”, disse o técnico alemão Hansi Flick.

“Queríamos fazer três ou quatro gols no primeiro tempo, mas depois cometemos erros. Se tivéssemos convertido essas chances, 16 delas. Mas o torneio não foi decidido hoje por nós. Não tivemos eficiência neste torneio e por isso fomos eliminados.

Os torcedores da Costa Rica tiveram muito o que comemorar nesta partida, mas acabaram desapontados [Showkat Shafi/Al Jazeera]

A Alemanha estava à beira da eliminação antes da partida, tendo perdido o primeiro jogo da fase de grupos contra o Japão e empatado em 1 a 1 com a Espanha.

Precisando de apenas uma vitória para evitar a repetição da surpreendente eliminação na primeira fase da Copa do Mundo de 2018, a Alemanha, com sete jogadores do Bayern de Munique em seu elenco, atacou desde o início em busca de um gol rápido para acalmar seus nervos.

Jamal Musiala cortou da esquerda para a área e testou o goleiro Keylor Navas com um remate rasteiro aos dois minutos.

O tráfego era de mão única no início e o desmarcado Thomas Muller deveria ter se saído muito melhor quando foi acertado por Joshua Kimmich, mas não conseguiu manter a cabeçada no alvo.

Serge Gnabry, no entanto, marcou de cabeça aos 10 minutos para colocar a Alemanha na frente.

A Costa Rica, que precisava de pelo menos um ponto para ter alguma chance de se classificar, raramente penetrou no meio-campo alemão, com apenas cerca de 25% de posse de bola nos primeiros 45 minutos.

A Alemanha estava ansiosa para reparar seu péssimo início de torneio, com o adolescente Jamal Musiala enfrentando repetidamente toda a defesa costarriquenha.

As chances se multiplicaram, mas os alemães, como no jogo contra o Japão, lutaram para convertê-las.

Costa Rica marca seu segundo gol
Jogadores da Costa Rica comemoram estar na frente – mas a alegria durou pouco [Showkat Shafi/Al Jazeera]

Eles quase foram punidos quando Keysher Fuller aproveitou um erro duplo defensivo, mas seu chute foi desviado por cima da barra por Manuel Neuer, cuja 19ª participação no torneio foi um recorde da Copa do Mundo para goleiros.

Quando a classificação do grupo apareceu no telão do Al Bayt Stadium, a Alemanha ficou nervosa com Musiala acertando a trave duas vezes no início do segundo tempo.

Neuer, no entanto, não pôde fazer nada aos 13 minutos do reinício, quando Eltsin Tejeda, da Costa Rica, chutou a bola para longe dele no rebote, depois de defender um cabeceamento de Kendall Waston.

Juan Pablo Vargas então apareceu para mandar a bola por cima da linha aos 70 minutos para colocar a Costa Rica na frente, mas o esforço foi posteriormente creditado como um gol contra de Neuer.

O substituto Havertz marcou duas vezes em 12 minutos e Fullkrug fez outro nos acréscimos, mas no final foi um pouco tarde demais e a Espanha continuou com um saldo de gols superior.

Jogadores apertam as mãos dos árbitros
O apito final da árbitra Stephanie Frappart, a primeira mulher a arbitrar uma partida masculina da Copa do Mundo, declarou ambas as equipes eliminadas [Showkat Shafi/Al Jazeera]