Estudos técnicos sugerem que os preços do ouro podem atingir novos máximos no quarto trimestre de 2023

Analistas de mercado financeiro e técnicos de mercado entendem que são os eventos fundamentais que causam variações de preços em todas as classes de ativos, incluindo ações, commodities, bens e serviços.

Os eventos que afetam o preço são, mas não estão limitados a; geopolítico, político e econômico, para citar alguns. Os técnicos de mercado utilizam estudos técnicos compostos por fórmulas matemáticas para prever variações de preços. Um fio comum entre os traders técnicos é que a matemática pode destilar eventos em números.

Os técnicos de mercado estão bem cientes de que a análise fundamentalista é a fonte das flutuações de preços. Mas, ao destilar esses eventos em números, cria modelos matemáticos que eliminam as suposições e o ruído do processo de análise e compreensão das possíveis implicações dos eventos. Os estudos técnicos e a matemática por trás deles podem destilar eventos fundamentais em uma linguagem muito menos ambígua.

O gráfico acima é um gráfico de velas semanal de futuros de ouro. Usamos dois estudos técnicos para extrapolar um modelo de previsão para prever o preço futuro do ouro. Este estudo conclui que é perfeitamente possível que até o final do próximo ano o ouro possa estar sendo negociado acima de sua alta atual de US$ 2.088. Os dois estudos utilizados são a teoria das ondas de Elliott e uma extensão de Fibonacci.

A teoria das ondas de Elliott foi desenvolvida por RN Elliott na década de 1930. Ele especulou que os mercados financeiros geralmente se comportavam de maneira um tanto aleatória, de fato, eram negociados em um padrão repetitivo.

De acordo com a Investopedia, “as extensões de Fibonacci são uma ferramenta que os traders podem usar para definir metas ou estimar até onde um preço pode se mover após o término de uma retração.

A teoria das ondas de Elliott cria um número de oito ondas para completar o ciclo. As primeiras cinco ondas são chamadas de fase de condução e são compostas por três ondas de impulso (ondas um, três e cinco) que se movem na direção da tendência primária. Entre essas ondas estão duas contra-ondas que se movem na direção oposta à tendência chamada ondas dois e quatro.

O número da onda Elliott no gráfico acima revela que acabamos de completar uma quarta onda corretiva que foi concluída na baixa recente de US$ 1621. Em seguida, usamos as Extensões de Fibonacci medindo o último rali que ocorreu durante o primeiro trimestre de ouro para US$ 1.670 marcado como “A” e conclui em US$ 2.076 o valor mais alto deste ano que ocorreu em março. Em seguida, traçamos uma extensão desse rali dos mínimos recentes de US$ 1.621 rotulados como “C”. A extensão que usamos para o estudo pressupõe que a quinta onda final moverá o preço do ouro entre a extensão de +1,382% (US$ 2.181) e +1,618% (US$ 2.277).

A previsão de preços neste artigo é um dos muitos modelos que usam os mesmos estudos com diferentes ciclos de tempo, bem como projeções baseadas em outros estudos técnicos. Embora existam algumas limitações nos modelos de previsão baseados apenas em estudos técnicos, eles podem oferecer insights inacessíveis à análise tradicional de mercado fundamental.

Para quem quiser mais informações, é só usar esse link.

Desejando-lhe como sempre boas trocas,

Isenção de responsabilidade: As opiniões expressas neste artigo são do autor e podem não refletir as de Kitco Metals Inc. O autor fez todos os esforços para garantir a exatidão das informações fornecidas; entretanto, nem a Kitco Metals Inc. nem o autor podem garantir tal precisão. Este artigo é estritamente apenas para fins informativos. Esta não é uma solicitação para negociar commodities, títulos ou outros instrumentos financeiros. A Kitco Metals Inc. e o autor deste artigo não se responsabilizam por perdas e/ou danos resultantes do uso desta publicação.